Especial
Comerciantes esperam alta de 5% nas vendas

Os comerciantes da região estão otimistas com as vendas de ovos e itens de chocolate para a Páscoa 2017. É o que mostra a pesquisa de expectativa de vendas para o período, realizada pelo Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista (SincomercioBS). O levantamento mostra que 46% dos lojistas entrevistados creem que as vendas neste ano serão melhores que no mesmo período de 2016. Entre esses empresários otimistas, a expectativa da maioria é de crescimento de até 5% nas vendas.

Enquanto 46% acreditam em crescimento para 2017, 28% dos comerciantes projetam que o nível do faturamento deverá se manter, enquanto 26% creem na diminuição do lucro neste ano. Entre os lojistas otimistas, 55% acreditam que as vendas devem ser até 5% maiores em 2017. Já para 39%, o aumento deve ficar entre 5% e 10%, enquanto 6% estão confiantes em crescimento entre 10 e 15%.

Entre o percentual de empresários que esperam um cenário negativo neste ano, 81% deles apontaram a crise econômica como o principal motivo para uma possível queda nas vendas, seguido do aumento da concorrência (15%) e desinteresse dos consumidores pela data (4%).

Para atrair mais consumidores e aumentar as vendas, as principais estratégias dos lojistas são a realização de promoções (69% das respostas), decoração especial da loja e/ou vitrine (53%), investimento em novos produtos (38%), propaganda (17%) e treinamento de funcionários (9%). Neste questionário, os comerciantes podiam escolher entre uma ou mais ações de vendas.

A contratação de funcionários temporários será outro reforço escolhido por 30% dos empresários entrevistados. Entre os lojistas que aumentarão a equipe, metade (50%) disse que deve contratar dois funcionários extras. Para 22%, o reforço será de três colaboradores. Já para 21% dos comerciantes, a expectativa é admitir apenas um temporário, enquanto 7% pretendem ter quatro pessoas ou mais na equipe.

COMPRAS - O levantamento do Sindicato também ouviu os consumidores da região para saber a expectativa de consumo para a Páscoa. O ticket médio das aquisições será entre R$ 51,00 e R$ 100,00, de acordo com 37% dos entrevistados. Presentes com valores entre R$ 101,00 e R$ 150,00 serão a escolha de 31% dos consumidores, enquanto 12% devem gastar entre R$ 151,00 e R$ 200,00. Outros 12% devem escolher itens de até R$50,00 e, para 8%, a estimativa é gastar mais de R$200,00.

Para fugir do endividamento, a maioria dos entrevistados (61%) pretende pagar as compras à vista. Destes, 45% irão optar pelo dinheiro e outros 16% pelo cartão de débito. Compras com cartão de crédito serão 39% do total.

Ovos de chocolate são os líderes de preferência entre os entrevistados (67%), seguidos de barras de chocolate (16%), bombons (12%), colomba pascal (4%) e cesta de produtos variados (1%).

As promoções e liquidações despertam a atenção de 54% dos consumidores, enquanto 24% dos entrevistados escolhem a loja em que comprarão os itens pelo bom atendimento. Crédito facilitado (21%), localização (20%) e decoração especial (6%) também foram itens lembrados pelos consumidores. Neste questionário, os entrevistados podiam escolher entre uma ou mais respostas.

O levantamento foi realizado entre os dias 20 de fevereiro e 10 de março de 2017, com 500 entrevistados, nas nove cidades da Baixada Santista. A pesquisa tem caráter quantitativo, pelo método de levantamento com amostra aleatória simples.

 

Christiane Disconsi

 
Confeiteira inova e ovos gourmet criativos são a sensação da Páscoa

Os ovos gourmet são a novidade do momento. Em Praia Grande, a referência neste trabalho é a empresária e confeiteira, de 25 anos, Carolina Calazans. Só no ano passado fez, em média, 400 ovos gourmet, ou melhor, ovos de colher, que transbordam recheio e enchem os olhos dos amantes de doces.Ovos Goumert

Carol já trabalha na área desde 2013, e desde então, criou páginas nas redes sociais, faz ovos de diferentes sabores e estilos para sair do comum e ministra vários workshops. Deu tão certo que quando vai chegando a época de Páscoa, ela abandona os bolos confeitados. “Eu escolhi essa carreira porque era algo que eu realmente gostava e passei a enxergar como um trabalho. Para falar a verdade, nunca havia imaginado trabalhar com a confeitaria. Fiz vários cursos para fazer brigadeiro, cupcake, mas, o maior que eu fiz mesmo foi o de pasta americana. Vi que tinha facilidade para trabalhar nesta área, a partir daí também resolvi fazer ovos de colher. Fui oferecendo para família e amigos e deu certo. Só esse ano vou fazer, em média, uns 600 ovos gourmet, basicamente o dobro que fiz no ano passado.”

Os ovos mais vendidos são de Pão de Mel e Kinder, mas ela possui uma variedade imensa de sabores como: kit kat, pretígio, paçoca, café, beijinho, leite ninho com nutella, entre outros. E agora, a sua mais nova novidade é de Brownie. Carolina ainda ressalta que é importante ter o seu próprio portifólio para que alcançe o sucesso, “As pessoas devem saber investir e divulgar. Claro que no começo é difícil, mas, para quem está começando agora, é legal que faça e dê para a família e para os amigos experimentarem, pra divulgar mesmo o trabalho. Inclusive, levar amostras do seu doce para os estabelecimentos é algo que dá muito retorno”.

 

Crédito: Companhia P&B/André Clark

Danielle Martins

 
Região vive alta expectativa da vinda de turistas para a Páscoa

Nas próximos vinte dias ocorrerão três feriados prolongados. O primeiro deles ocorre nesta sexta-feira, dia 14, por conta da Semana Santa. Em seguida, no dia 21 é celebrado o Dia de Tiradentes. Na sequência, no dia 1º de maio celebra-se o Dia do Trabalho. Entidades da Baixada Santista estimam um grande número de turistas na região, já no primeiro feriado.Turistas na Páscoa

De acordo com a Ecovias, empresa que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), a previsão é de que 305 mil veículos desçam a serra de sexta-feira, 14, a domingo, 16.

ESTRADAS - O aumento do fluxo de veículos no sentido litoral  teve início na quinta-feira, dia 13, no período da tarde, quando a concessionária implantou a Operação Descida 7 por 3, até 1h da sexta-feira, 14, e voltando a ser implantada das 6h às 13h. Durante este período, os veículos que seguiram em direção ao litoral contaram com as duas pistas da rodovia Anchieta e a pista sul da rodovia dos Imigrantes para descida da serra. A subida foi feita apenas pela pista norte da rodovia dos Imigrantes.

Já na volta do feriado o tráfego deve se intensificar no domingo, dia 16, a partir das 9h, horário programado para a implantação da Operação Subida 2 por 8, no Sistema Anchieta-Imigrantes. Neste cenário, a subida será feita pelas duas pistas da rodovia dos Imigrantes e pista norte da rodovia Anchieta. A descida acontecerá somente pela pista sul da Anchieta. A previsão é de que esta operação permaneça até às 23h. A ecovias informa ainda que a inversão de sentido das rodovias do SAI acontece apenas no trecho de serra, entre os km 40 e o km 55 da Anchieta, e km 40 ao km 57 da rodovia dos Imigrantes.

LEITOS – Em Santos, três hotéis da cidade tem expectativa de ocupação acima dos 70%, de acordo com levantamento feito pela Seção de Pesquisa Turística da Setur. Outros 14 estabelecimentos consultados pelo órgão apontaram média geral de 58% de leitos reservados.

 
Ex-atleta da Seleção, Silvia Helena aposta em projeto de handebol para jovens no Maranhão


Armadora e integrante da comissão técnica da equipe Moto Club (MA) acredita que o esporte pode ser uma forte ferramenta transformadora
Da redação, Santo André (SP) - Um dos grandes nomes do handebol do Maranhão, a armadora Silvia Helena Pinheiro está cheia de projetos desde que retornou à terra natal. Atleta com passagens por clubes europeus e com um currículo de competições como Jogos Olímpicos e Mundiais, vestindo a camisa da Seleção Brasileira, mais recentemente tem um importante plano que inclui se dedicar a descobrir novas 'Silvias' pelo Estado. Ao se juntar à equipe do Moto Club, de São Luís, na temporada passada, ela parece incansável. Hoje acumula as funções de jogadora, assistente técnica, mãe, esposa e ainda tem novos projetos em mente.

O mais importante deles é investir na formação de jovens praticantes do handebol, ajudando não só na formação esportiva, mas também como pessoas. Silvia, que saiu de uma zona carente e conquistou muitas coisas por meio do esporte, quer o mesmo caminho para as crianças da sua região.

O Maranhão já deu muitos frutos para a modalidade e, segundo ela, é capaz de dar muito mais. "Com incentivo e apoio, muitas promessas podem se destacar", exaltou. "Esse é um projeto pessoal que vamos dar início para formação de atletas cidadãos e o público alvo serão crianças e adolescentes" adiantou, lembrando que o esporte pode ser um fator transformador da sociedade.

Enquanto não estiver concluído, Silvia prefere não dar mais detalhes, mas acredita que trabalhar a base de forma consistente é a solução para que a modalidade possa crescer ainda mais no Estado. Para levar a ideia adiante, ela contará com o apoio do clube que a acolheu. "O Moto já conhece a causa, apoia e será um dos colaboradores. Em princípio, a sede será no bairro onde eu nasci, cresci e descobri o handebol", contou a atleta. "Eu já tinha a intenção de trabalhar com a base e com a formação de atletas mesmo antes de integrar a equipe do Moto Club", acrescentou.

Conciliar a atividade como auxiliar, jogadora e descobridora de talentos, além da rotina da vida pessoal tem sido prazeroso, segundo Silvia. "Me sinto realizada com minha filha Helena e poder conciliar a maternidade com o handebol está sendo uma experiência maravilhosa", disse. Tanto trabalho não parece ser pesado para ela, ao contrário, é algo que tem lhe trazido muita satisfação. "Vou continuar jogando esse ano e fazendo o que venho fazendo desde o início do projeto que sempre foi auxiliar a equipe nos treinamentos e jogos e ajudar o clube no que for preciso", contou a atleta de 36 anos.

Para este ano, a equipe ainda está montando a comissão técnica completa, enquanto isso, Silvia tem ajudado bastante as meninas que já fazem parte do elenco. "Vou continuar auxiliando, mesmo estando em quadra. Nossa comissão técnica ainda está sendo definida."

No ano passado, o novo formato da Liga Nacional de Handebol permitiu que clubes de todo o País pudessem disputar a competição, então dividida em Conferências regionais. O Moto Clube integrou a Conferência Nordeste e esse novo desafio abriu os olhos de Silva para outras possibilidades. "Diversos fatores e pessoas contribuíram para que voltássemos a fazer um forte projeto aqui no Maranhão, mas a Liga Nacional me despertou o desejo de continuar trabalhando para o crescimento do handebol não só dentro das quadras, mas também fora delas. O Moto Club pela segunda vez apoia o handebol feminino e isso já é um grande incentivo", destacou.

No ano passado, quando fez a estreia na Liga Nacional, o Moto Club não conseguiu se classificar para a fase eliminatória, porém, este ano, a veterana acredita que pode ser diferente, com mais tempo de trabalho, lembra do que a edição deste ano está prevista para começar em junho. Desde que voltou a jogar, Silvia já garantiu vários títulos estaduais com a equipe e o próximo passo é se sair melhor na principal competição do País na modalidade. Projeto de Silvia Helena prevê a formação do atleta cidadão (Jailson Soares/Photo&Grafia)

 
Detran.SP leiloa 91 veículos em Guarujá

Apenas online, evento terá 46 carros e motos com direito a documentação, isto é, que poderão voltar a circular

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) leiloa, entre os dias 15 e 27 de março, 91 carros e motocicletas apreendidos por infrações de trânsito em Guarujá. Do total, 46 veículos serão vendidos com direito a documentação (isto é, eles podem voltar a circular).

Os interessados devem dar lances no site do leiloeiro responsável:www.liderleiloes.com.br até o dia 24 de março. Pessoas físicas podem adquirir só veículos com direito a documentação. O pagamento deve ser feito à vista.

Após o arremate, os débitos são baixados e é necessário emitir um novo documento para o veículo. Cabe salientar, contudo, que se o valor da venda não for suficiente para cobrir as dívidas do veículo, o antigo proprietário continuará responsável por quitá-las.

Visitação aos pátios– No site do leiloeiro há fotos dos veículos disponíveis, mas, quem quiser, pode ir pessoalmente ao pátio para conferir de perto. A visitação ao pátio pode ser feita na terça-feira (14), a partir das 9h às 12h e das 14h às 16h, no Pátio Municipal de Guarujá, localizado na Avenida Santos Dumont, 70, Santo Antônio.

Desmanche–Os demais 45 veículos serão destinados a desmanche para revenda dasautopeças e reciclagem. O fechamento do leilão destes veículos acontece no dia 27 de março, também na modalidade online.

Nesses casos, esses lotes só podem ser comprados por empresas do setor credenciadas pelo Detran.SP. Esses estabelecimentos precisam comprovar ter condições de efetuar todos os procedimentos necessários após o arremate, como equipamentos adequados para desmonte e descontaminação dos veículos (retirada de combustível, óleo do motor e do freio, baterias e pneus), evitando a contaminação do solo.

O número de lotes a serem leiloados está sujeito a alterações, pois os proprietários podem regularizar a situação de seus veículos e retirá-los do pátio antes da realização do evento.

Regras –Os leilões são realizados conforme determina a legislação federal. O veículo apreendido por infração às leis de trânsito, como, por exemplo, falta de licenciamento, pode ir a leilão caso não seja reclamado por seu proprietário em até 60 dias, exceto os que têm pendência judicial, de acordo com a lei federal 13.160, de 2015.

Quando o veículo é destinado a leilão, o proprietário é notificado e tem prazo para reavê-lo. Caso não se pronuncie, ele é notificado por edital no Diário Oficial do Estado e no portal do Detran.SP (www.detran.sp.gov.br),dando novo prazo, após a quitação dos débitos existentes e das despesas com a remoção e estadia no pátio.

Depois de todas as notificações, se não fizer a retirada, o veículo poderá ser relacionado para leilão.

O Detran.SP é responsável apenas por veículos apreendidos pela Polícia Militar, em perímetro urbano, por infrações que competem ao Estado fiscalizar, como racha, manobra perigosa, falta de licenciamento, veículo sem placa ou com a placa ilegível.

Veículos apreendidos por estacionamento irregular, por exemplo, são de responsabilidade das prefeituras. Aqueles apreendidos em estradas são de responsabilidade dos órgãos que atuam em rodovias, como o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Veículos apreendidos por envolvimento em crimes são de responsabilidade da Secretaria da Segurança Pública (SSP) e aqueles com pendências judiciais competem ao Poder Judiciário.

“Via rápida” –A lei 15.911, sancionada pelo governador Geraldo Alckmin em setembro de 2015, instituiu a chamada “via rápida” para leilão de veículos. Ela agiliza os procedimentos ao permitir que os órgãos de trânsito firmem convênios para serviços de remoção, depósito e guarda de veículos, além da realização conjunta de leilões.

A “via rápida” possibilita ainda uma administração mais eficiente dos pátios, já que resulta em mais rotatividade. Além disso, estabelece a reclassificação dos veículos não arrematados para que sejam dispostos no leilão seguinte. Se, por exemplo, um carro com direito a documentação não tiver comprador em um evento, ele será reclassificado como “veículo em fim de vida útil para desmonte” (isto é, o comprador vai desmontá-lo e revender as autopeças). Se mesmo assim ele continuar sem lances, será reclassificado como “sucata veicular para reciclagem”. Ou seja, por mais que não ocorra o arremate, o veículo será relacionado a leilão.

O Detran.SP tem feito sistematicamente leilões. O valor arrecadado é destinado aos custos do leilão e à quitação dos débitos, como serviços de remoção, estadia, tributos e multas.

DETRAN.SP:

O Detran.SP é uma autarquia do Governo do Estado de São Paulo, vinculada à Secretaria de Planejamento e Gestão. Para obter mais informações sobre o papel do Detran.SP, clique neste link:http://scup.it/aanx

INFORMAÇÕES AO CIDADÃO:

Portal –www.detran.sp.gov.br

Disque Detran.SP –Capital e municípios com DDD 11: 3322–3333. Demais localidades: 0300–101–3333. Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, e aos sábados, das 7h às 13h.

 

 
<< Início < Anterior 421 422 423 424 425 426 427 428 429 430 Seguinte > Final >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Ecovias

ecovias