Especial
Praia Grande ganha Instituto Histórico e Geográfico com objetivo de preservar história

Ideia é que todo o material fique disponível em site e redes sociais para pesquisa online de qualquer interessado

Leia mais...
 
Novotec Expresso oferece mais de 37 milhões de vagas em cursos gratuitos

Inscrições para as novas vagas podem ser realizadas até 10 de agosto

Leia mais...
 
Crise na pandemia pode afetar salário dos brasileiros por nove anos

Trabalhadores com ensino superior devem sofrer menos com os impactos da crise

Um relatório do Banco Mundial alerta que os efeitos da pandemia da covid-19 podem afetar, por até nove anos, os salários dos trabalhadores médios no Brasil.

De acordo com o documento, Banco Mundial Emprego em Crise: Trajetória para Melhores Empregos na América Latina Pós-covid-19, a crise gerada pela pandemia afetará o mercado de trabalho não só no território brasileiro como na América Latina por um longo período, inclusive com efeito negativo sobre empregos e salários.

“No Brasil e no Equador, embora os trabalhadores com ensino superior não sofram os impactos de uma crise em termos salariais, e sejam afetados apenas com impactos de curta duração em matéria de emprego, os efeitos sobre o emprego e os salários do trabalhador médio ainda perduram por case uma década após o início da crise”, diz o estudo.

O relatório aponta que essa situação vai deixar cicatrizes, como o aumento no desemprego, na informalidade e também redução dos salários, principalmente aos com menos qualificações, sem ensino superior.

Divulgado em junho, o documento também recomenda modificações no seguro-desemprego e maior atenção às políticas de inclusão de trabalhadores informais no mercado, especialmente no pós-pandemia.

Diz que o seguro-desemprego acaba tendo um papel limitado na proteção social, “pois aqueles que são mais afetados, a exemplo dos trabalhadores informais e autônomos formais, são inelegíveis para receber o benefício”, consta no documento.

BENEFÍCIOS - Em 2019, no Brasil, somente 17,7% da média mensal dos desempregados (12,6 milhões) receberam benefícios, podendo contar apenas com o Bolsa Família para a proteção mínima da renda, quando elegíveis.

O relatório também mostra que outro ponto a ser considerado é o de que o período de pagamento do seguro no País, que varia de três a cinco meses, sendo inferior ao de outros países. Além disso, o acesso é mais difícil no Brasil.

Atualmente, para ter direito ao seguro-desemprego pela primeira vez é preciso ter trabalhado com carteira assinada em 12 dos últimos 18 meses anteriores ao desligamento. O relatório destaca que faltam políticas de apoio para auxiliar quem busca emprego de forma autônoma.

29/07/2021

 
Queda de temperatura chega na região a partir desta quarta-feira

Defesa Civil emite alerta para queda de temperatura

Uma frente fria, seguida de uma massa de ar polar, trará chuva, ventos fortes, ressaca e queda na temperatura na Baixada Santista, no litoral de São Paulo, nos próximos dias. Os efeitos poderão ser sentidos já nesta quarta-feira, dia 28, mas, segundo meteorologistas do Climatempo, o pico de frio acontece entre quinta e sexta-feira, dias 29 e 30, quando a mínima em Santos chegará a 7ºC.

 

Segundo meteorologistas isso acontece devido à passagem dessa frente fria, há previsão de chuva moderada a forte já nesta quarta, acompanhada de trovoadas e ventos de 60 km.

 

Com a frente fria e a massa de ar polar, a temperatura vai cair em toda a região. Os alertas de mar agitado, ventos fortes e temperaturas mais baixas permanecem até a manhã de 7 de agosto. Na data, volta a esquentar na região.

 

A Defesa Civil emitiu um alerta para casos de ocorrência em consequência da queda de temperatura, para ligar no 199 e informar o ocorrido.

 

Foto: Reprodução

 

28/07/21

 
Ator formado em Santos protagoniza filme da Netflix com Rodrigo Santoro

Premiado ator Christian Malheiros foi formado pela Escola de Artes Cênicas (EAC) Wilson Geraldo

Do Teatro Guarany, em Santos, aos palcos dos grandes teatros do País e da plataforma de streaming mais difundida no mundo às telas do Festival Internacional de Cinema de Veneza. Este é apenas um resumo da ascendente carreira do premiado ator Christian Malheiros.

 

Formado pela Escola de Artes Cênicas (EAC) Wilson Geraldo, mantida pela Secretaria Municipal de Cultura de Santos (Secult), o jovem ator co-protagoniza com Rodrigo Santoro o filme ‘7 Prisioneiros’, longa-metragem dirigido por Alexandre Moratto, que estreará em setembro, durante a 78ª edição do evento italiano.

 

Produzido por Ramin Bahrani e Fernando Meirelles, o longa retrata a escravidão contemporânea em São Paulo. Com roteiro assinado por Moratto e Thayná Mantesso, a trama traz a história de Mateus (Malheiros), que sai do interior rumo à capital para trabalhar em um ferro-velho e melhorar a situação de sua família. No local, chefiado por Luca (Santoro), o jovem acaba preso junto a outros garotos e cabe a ele decidir entre continuar nessa situação ou jogar fora o futuro com o qual havia sonhado.

 

'7 Prisioneiros’ foi selecionado para participar do festival na categoria competitiva Orizzonti Extra e tem previsão de chegar ao catálogo da Netflix ainda este ano. Malheiros ainda é um dos protagonistas da série ‘Sintonia’, dirigida e produzida por KondZilla, que está disponível na mesma plataforma.

 

Christian já trabalhou com Alexandre Moratto em ‘Sócrates’, filme lançado em 2018, que rendeu ao jovem nascido na cidade de Eunapólis, na Bahia, os prêmios de melhor ator no International Filmfestival Mannheim-Heidelberg (Alemanha); Festival MixBrasil de Cultura da Diversidade e Troféu APCA, além de conquistar a categoria Someone to Watch no CinEuphoria Awards (Portugal).

Foto: Reprodução

28/07/21

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Ecovias

ecovias