Florianópólis recebe etapas QS do Circuito Mundial de Surfe

Capital catarinense voltará a receber etapa do World Surf League Qualifying Series

De 10 a 14 de novembro, Florianópolis sediará a etapa do World Surf League Qualifying Series (Circuito Mundial de Surfe). Depois de cinco anos sem receber competições deste nível, a Cidade está novamente com os holofotes voltados para suas ondas.

A capital de Santa Catarina também fará a estreia do LayBack Pro, apresentado pela Billabong, na Praia Mole. A etapa do circuito de surfe será de status QS 3000 para os homens e QS 1000 para as mulheres. A categoria masculina atingiu o limite de participantes e está com lista de espera, a feminina também já esgotou as vagas.

O LayBack Pro recebeu esse nome devido ao patrocínio da cerveja LayBack Beer, criada pelo skatista Pedro Barros, medalha de prata na Olimpíada de Tóquio 2020. A marca está presente em diversos estados do País e incentiva e investe na prática do surfe e do skate.

A covid-19 atrapalhou o calendário de todos os esportes e com o surfe não foi diferente. A última etapa do WSL no Brasil aconteceu em fevereiro de 2020, em Fernando de Noronha. E o evento de Florianópolis será o primeiro após o início da pandemia.

Os destaques brasileiros são o campeão mundial Adriano de Souza, Yago Dora, Jadson André, Miguel Pupo e o praia-grandense Alex Ribeiro. Também participarão os surfistas brasileiros que já conquistaram o título mundial do World Surf League na categoria pró-junior: Caio Ibelli em 2011, Lucas Silveira em 2015, Mateus Herdy em 2018 e Lucas Vicente em 2021. No feminino estão três surfistas que disputaram medalhas na estreia do surfe em Tóquio 2020, a brasileira Silvana Lima, a peruana Daniella Rosas e a equatoriana Dominic Barona. Também competirão a brasileira Summer Macedo e a peruana Sol Aguirre.

Outra atração do World Surf League Qualifying Series será a participação da medalhista dos Jogos de Tóquio, Sky Brown. Com apenas 13 anos, a inglesa disputou a final de skate park nas Olimpíadas contra as japonesas Sakura Yosozumi e Kokona Hiraki.

No total, o WSL contará com 176 representantes de nove países.

Faz cinco anos desde a última participação de Florianópolis no WSL. A Cidade brasileira foi a que promoveu mais etapas do WSL Qualifying Series. Desde o início da competição até 2020, foram realizadas 27 etapas na capital catarinense. Foi na etapa de 2009 que o brasileiro tricampeão mundial, Gabriel Medina, ficou conhecido internacionalmente.

O LayBack Pro apresentado pela Billabong é uma realização da Federação Catarinense de Surf (FECASURF) e a Agência Esporte Arte (AEA) é co-realizadora e licenciada pela WSL América Latina para promover etapa do WSL Qualifying Series, com o patrocínio da Corona e GND Incorporadora e apoio da Prefeitura Municipal de Florianópolis, através da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, da Fundação Municipal de Esportes, do Hotel Selina Floripa e da Associação de Surf da Praia Mole (ASPM). A competição será transmitida ao vivo pelo WorldSurfLeague.com e pelo aplicativo grátis da WSL.

09/11/2021

Foto: Divulgação

 

 

Ecovias

ecovias