Futebol americano: Marcos Diabo disputará temporada após renovar contrato com Santos Tsunami

 

Atleta nº 98 está na equipe desde 2013 e atua na linha de defesa do time santista

O ano de 2021 tem sido de grandes conquistas para o atleta de São Vicente, Marcos Feliciano Pereira dos Santos, conhecido como Marcos Diabo, já que este mês renovou o contrato no Santos Tsunami, time de futebol americano do Santos Futebol Clube por mais um ano.

Isso garante que o camisa nº 98 participe desta temporada atuando na linha de defesa do time, em busca de novos títulos e após um longo período sem competições por conta da pandemia do coronavírus.

O último jogo oficial foi pelo São Paulo Football League (SPFL), campeonato paulista da modalidade que aconteceu em março do ano passado, quando o Santos Tsunami venceu de 12 a 9 o São Paulo Spartans, quando estrearam na Série Diamante da SPFL, na Capital Paulista.

Por enquanto a equipe treina todos os sábados a partir das 14h, no Centro de Treinamento (CT) dos meninos da vila, no Saboó, em Santos e se preparam para novos desafios.

Para Diabo o momento é de alegria. “Agradeço a todos que acreditam na minha força e espero ajudar o Santos a ser campeão. Também agradeço a toda comissão técnica e aos jogadores, meus companheiros. Sonhamos em fazer o time campeão e vamos treinar duro, com força e seriedade para alcançarmos nosso objetivo”, afirma.

Marcos Diabo entrou para a equipe em janeiro de 2013 depois de participar do tryout (seletiva) em 2012, realizada no CT Rei Pelé, em Santos. “Os testes foram muito duros e conseguir passar”, relembra.

Como atua na linha de defesa, diz que precisa ser muito forte por ser uma posição que exige para barrar os adversários. “Aprendi demais no futebol americano pois é um esporte que exige muito do físico e da mente, pois precisamos estar estudando continuamente. Às vezes tudo muda de um jogo para outro, dependendo do adversário e suas características. É um xadrez humano! Esperamos trazer o título, para continuar fazendo do Santos Tsunami uma das melhores equipes da modalidade do Brasil”, afirma.

24/08/2021

 

 

Ecovias

ecovias