Moção de apoio à ligação seca é aprovada em Santos

 

Depois de Guarujá, agora a Câmara de Santos aprovou trabalho em favor do Túnel Imerso para travessia entre as duas cidades

A articulação da União dos Vereadores da Baixada Santista (Uvebs) em prol da construção de uma ligação seca entre Santos e Guarujá segue avançando. Depois de Guarujá, agora  foi a vez da Câmara Municipal de Santos aprovar a moção de apoio à resolução deste impasse secular. Apresentado pelo vereador Marcos Líbório (PSB), o trabalho, que dá suporte à construção de um túnel para ligar as duas cidades, foi confirmado na sessão da última quinta-feira, dia 19. O mesmo texto deve ser levado ao plenário das outras sete câmaras da Região.

De acordo com o presidente da Uvebs, Roberto Andrade e Silva, o Betinho, as próximas Câmaras a votarem as moções serão Cubatão e São Vicente. “Nossa estratégia é mostrar o quanto essa ligação é importante para a Baixada, como um todo. Afinal, o cidadão é metropolitano e transita pela região em seus afazeres diários ou para lazer”, ressaltou.

O colegiado defende a construção do Túnel Imerso, pois entende que o modal  é a melhor alternativa. “De acordo com a proposta, a travessia levará menos de 5 minutos,  percorrendo 1,7 km em um sistema de mobilidade urbana eficiente.  Serão três pistas para veículos (leves e pesados), área para o VLT, e faixas para pedestres e ciclovias, considerando a realidade da Região, na qual 1 milhão de pessoas declararam usar a bicicleta para se locomover”.

Além disso, o modal tem vantagem sobre a ponte, pois vem para solucionar a questão sem interferir no desenvolvimento do Porto de Santos, o maior da América Latina. “O foco no desenvolvimento econômico, o crescimento na movimentação do Porto de Santos e sua maior expansão provoca a reflexão de como não atrapalhar a chegada dos grandes navios e precisamos estar preparados para isso liberando o calado aéreo, sem gabarito restritivo”, ressaltou.

 

 

Ecovias

ecovias