Uvebs realizará audiência com Artesp para cobrar informações sobre instalação de pedágio em Itanhaém

Ação ficou definida após evento na Câmara de Município, realizado nesta quarta-feira, dia 28

A União de Vereadores da Baixada Santista (Uvebs) realizará, na segunda quinzena de agosto, uma audiência com Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) para cobrar esclarecimentos sobre a construção de uma praça de pedágio em trecho da Rodovia Padre Manuel da Nóbrega, na altura de Itanhaém, o que faz parte do projeto do Governo do Estado de concessão e expansão da rodovia. A ação foi definida após evento na Câmara Municipal de Itanhaém, nesta quarta-feira, dia 28, reunindo vereadores da Baixada Santista e do Vale do Ribeira.

Durante o encontro também ficou definido que uma comissão irá acompanhar o caso. O grupo de trabalho ainda deve preparar um manifesto sobre o assunto, caso a reunião com a Artesp não seja satisfatória.

Para o secretário-executivo da Uvebs, Pedro Garofalo, faltou transparência. “Não fizerem uma audiência pública ou qualquer outro tipo de comunicado sobre o assunto. Pelo pouco que se conhece sobre o projeto, acreditamos que prejudica a mobilidade entre as cidades da Baixada, pois além do custo para o deslocamento, há o fechamento dos acessos às marginais que seguem ao longo de toda a estrada”, explicou.

A instalação do pedágio faz parte do projeto de concessões do Lote Rodovias do Litoral Paulista, que inclui investimentos, também, nas rodovias SP-98 (Mogi-Bertioga) e SP-88 (Pedro Eroles). Em Itanhaém, segundo o edital, as praças de pedágio deverão ser construídas no Km 325+360 (sentido Peruíbe) e Km 326+125 (sentido Santos) da Padre Manuel da Nóbrega. A concessão da rodovia inclui a extensão que vai de Praia Grande a Miracatu, no Vale do Ribeira.

 

Ecovias

ecovias