Uso de máscaras e cuidados devem ser mantidos mesmo após início da vacinação

Será preciso pelo menos um mês e meio para que alguém vacinado seja considerado imunizado entre o tempo das doses e criação de anticorpos

 


Após o mundo passar por um ano turbulento devido à chegada da covid-19, com as mudanças e adaptações geradas pela doença, a expectativa é que em 2021 as vacinas possam ser aplicadas para que todos possam voltar a ter a rotina de antes. No entanto, especialistas explicam que o uso da máscara, os cuidados com a higiene e as medidas sanitárias devem continuar mesmo após o início da imunização.

Até o final de dezembro cerca de 15 milhões de pessoas foram vacinadas em 50 países, segundo um levantamento feito pelo portal da Universidade de Oxford. No Brasil as doses ainda estão em tratativa.

Embora exista avanços no decorrer deste ano, ainda não será recomendado abandonar a máscara imediatamente, viajar, ir para a balada e rever todos que não conseguiu encontrar em mais de um ano de pandemia.

De acordo com a bióloga e presidente do Instituto Questão de Ciência, Natália Pasternak, depois de tomar a vacina será preciso voltar para casa, manter o distanciamento social, aguardar a segunda dose e depois esperar pelo menos 15 dias para que a vacina atinja o nível de eficácia. “E mesmo depois, é preciso esperar que boa parte da população já tenha sido imunizada para a vida voltar ao normal”, alerta.

As medidas são orientadas devido ao tempo que o corpo precisa para reagir à dose. Embora existam particularidades, o mecanismo geral de uma vacina é o mesmo, introduzindo no corpo uma partícula chamada antígeno, que produz resposta imunológica e faz com que ele esteja preparado para enfrentar uma tentativa de contaminação caso entre em contato com o vírus no futuro.

Além disso, no caso da covid, outra questão que faz com que seja preciso manter as medidas é pela maior parte das vacinas desenvolvidas exigir duas doses para que atinja a eficácia esperada, como a Pfizer, Moderna, Oxford/AstraZeneca, Sputnik V e Coronavac.

Juntando o tempo entre uma dose e outra e o tempo que o corpo precisa para produzir a resposta imunológica será necessário pelo menos um mês e meio para que alguém vacinado seja considerado imunizado.

Mesmo depois, tudo só voltará ao normal quando a maior parte da população estiver vacinada, pois o vírus ainda pode circular entre os que não foram vacinados, já que até agora as doses testadas impedem o vírus de se reproduzir no corpo, mas não há testes que comprovem que essa pessoa vacinada não vá transmitir — no corpo dela estará sendo combatido pelos anticorpos, mas para outras pessoas não.

11/01/2021

 

 

Ecovias

ecovias